Danças e Druidas pelos Animais

Categories: Eventos

No último domingo, dia 23 de março de 2013, o Ramo de Carvalho realizou o seu primeiro evento aberto ao público. De caráter beneficente, buscando ajudar ONGs de apoio aos animais de rua, o evento teve o apoio de vários amigos da nossa tradição, como o estúdio de dança Terra da Juventude (que cedeu o lugar para a realização do evento), os outros grupos druídicos Caer Itaobi e Caer Tabebuya, e as ONGs Catland e Recanto dos Serelepes. O Druidismo é uma fé de integração entre o homem e a natureza, e essa foi a razão principal pelo qual escolhemos esse enfoque para o nosso evento inicial; os animais de rua são vítimas constantes de nossas cidades, e aqueles que tentam salva-los dessa situação muitas vezes o fazem sem nenhuma forma de apoio. Nosso objetivo era tentar dar uma ajuda, ainda que pequena, a eles. Ficamos muito honrados com os membros das ONGs que participaram do evento, não só trazendo seu próprio material, mas também participando e assistindo às atividades. Louvados sejam seus esforços.

O evento teve um formato dinâmico, para intercalar atividades culturais (danças) com as palestras, e tudo funcionou bem. Logo no início da tarde o público começou a chegar (em grande parte, membros do Ramo de Carvalho); do lado de fora, ficaram as nossas amigas Juliana (Ramo de Carvalho, D.N.A.), Vera (Ramo de Carvalho) e Sheilla (Caer Itaobi), trabalhando com a arte oracular para o público (com toda a renda adquirida nesse aspecto revertida para as ONGs), enquanto a entrada possuía um valor simbólico, acrescido de um quilo de ração para cães ou gatos, ou areia para gatos. O clima era descontraído e amigável, pois as pessoas, apesar de tradições druídicas diferentes, eram amigas de longa data, já haviam trabalhado juntas antes, e confiam umas nas outras. Eu (Wallace Cunobelinos) sempre tive orgulho de participar dessa cena druídica paulistana, onde diferenças de práticas, ideologia ou opinião nunca foram empecilho para a amizade e o trabalho conjunto.

O evento começou com um pouco de atraso, mas logo as meninas do Terra da Juventude começaram a sua apresentação de dança irlandesa, muito bonita por sinal; para os apreciadores de Riverdance, foi um prato cheio, e entre as dançarinas estavam Ana Camillo e Késia, do Ramo de Carvalho. Uma boa introdução e uma forma de saudar a cultura das terras de onde a nossa tradição veio. Então veio a primeira palestra; estava prevista a participação do nosso amigo Gabriel Braga, mas o trabalho impossibilitou a sua participação, porém ele foi substituído por Duda Maria, que conduziu uma roda de conversas sobre a possibilidade de harmonização entre o homem e as outras espécies animais do mundo. Após um pequeno intervalo, tivemos mais uma bela apresentação de dança irlandesa, seguida pela palestra do nosso amigo João Uberti, do Caer Itaobi, falando, com a maestria que lhe é típica, sobre como o Druidismo se desenvolveu, desde os tempos antigos, passando pelo seu renascimento, e o Druidismo atual. Após uma apresentação de dança, mostrando o lado mais contemporâneo da dança irlandesa, com as inovações dos novos tempos (e ao som da banda de irish punk Flogging Molly), foi a vez deste que vos fala acrescentar um pouco sobre como diversos aspectos da cultura moderna, como a literatura, a arte, e a música, se encaixam dentro do termo “celta”. Essa pequena palestra serviu como introdução para o workshop de Scottish Country Dances, conduzidos por nossos amigos Andréa Guimarães e Simão Proença, do Caer Tabebuya; essa atividade é sempre um dos pontos altos em todo evento que aconteça, e foi maravilhoso participar de novo das danças comunitárias escocesas, que sempre evocam um espírito tão tribal a todos. Até as meninas da ONG Catland participaram do workshop, e todos se divertiram tremendamente.

No final, o evento foi mesmo para os animais, e conseguimos arrecadar uma boa quantidade de ração e areia, bem como alguma quantia em dinheiro para ajudar as ONGs. O público de mais de cinquenta pessoas colaborou muito, e ficamos muito felizes com o resultado final. Agradecemos, de coração, a todos; palestrantes, dançarinos, ativistas. Todos vocês colaboraram para tornar esse evento especial, e foi uma honra tê-los conosco. Que venham os próximos, sempre levantando a bandeira da espiritualidade druídica pelos motivos nobres que dela fazem parte. O Ramo de Carvalho agradece!

Veja aqui fotos do evento.

 

Author:

Deixe uma resposta