Druidas pela Água

Categories: Eventos,No Brasil

Muitas vezes as pessoas se perguntam o que sua espiritualidade pode oferecer ao mundo; o Druidismo não é diferente da maioria das religiões que encontramos nesse quesito, pois temos muitos valores a serem ensinados, elevados e louvados, e muitos deles até mesmo em comum com as espiritualidades mais estabelecidas. Mas há algo que ele tem de diferente? Sim, há; e é isso que o torna tão essencial ao mundo de hoje. O Druidismo é uma espiritualidade natural, animista, que vê a sacralidade na Terra e na natureza; o Druidismo vê a crise ambiental que o mundo sofre hoje de forma espiritual, de forma que entende que o ser humano hoje perdeu a sua conexão e seu equilíbrio com a Terra sagrada, e por isso hoje age de forma inconsequente, manchando o seu presente e o futuro do planeta com a sua ambição e falta de visão.

Se a Natureza é parte da nossa espiritualidade, é natural que trabalhemos em prol dela. E esse tem sido uma das prioridades do Ramo de Carvalho desde a sua fundação, mas que nos últimos anos vêm se tornando uma missão ativa, não apenas de trazer a informação aos seus membros, mas também de leva-la às outras pessoas. No ano passado foi realizado o nosso primeiro evento dessa natureza, o Danças e Druidas pelos Animais, em parceria com o Terra da Juventude Estúdio de Dança e diversos outros grupos druídicos da capital paulista. A iniciativa bem sucedida deu origem a outra nesse ano, dessa vez aliados aos companheiros do D.N.A. (Druidismo Nativo Ativista), dessa vez com o foco na crise hídrica que atinge o país e, mais visivelmente, a capital paulista. Ele ocorreu no dia 26 de Abril, no Espaço Naturare, gentilmente cedido pelo Augusto Vix, a quem seremos eternamente gratos.

Esse evento foi bastante diferente do anterior; pouco foi falado sobre estrutura espiritual, mitologia, cultura celta, ou meditação. Mas muito foi dito sobre a situação que levou à crise hídrica, suas possíveis soluções, e sobre formas de conscientização. E ainda assim podemos dizer que não faltou Druidismo em nenhum momento, pois a Terra é parte integrante da nossa espiritualidade, e adquirir consciência sobre como cuidar dela é uma das mais importantes lições que temos a aprender.

O evento se iniciou com Gabriel Braga (D.N.A.) e Wallace Cunobelinos (Ramo de Carvalho) explicando às razões básicas do evento, bem como as razões espirituais para ele; falamos sobre a importância da Terra, das Deusas-Rios das tradições espirituais do mundo e o que a dessacralização da natureza trouxe à humanidade, bem como o papel de cada um de nós (adeptos do Druidismo) na sua recuperação. Foi um bom começo, para um público que ainda ia chegando; em outra sala havia uma feira de artigos de artesanato, e na recepção ainda havia a possibilidade de uma leitura de oráculos com as grandes Juju Couto (Ramo de Carvalho) e Sheilla Sabbag Uberti (Caer Itaobi).

A palestra seguinte veio com Pablo, falando sobre a arte da Permacultura, sobre a forma que podemos construir de forma sustentável, diminuindo o nosso impacto no meio-ambiente; notável a forma com que ele trabalha com aquários sustentáveis, que ajudam a trazer vida a espaços antes degradados. Gugu Costa (Gugu Costa – Arquitetura e Bioconstrução) ampliou esse tema, falando bastante sobre a Bioconstrução e como ela está se popularizando hoje na nossa sociedade. Um resquício de esperança, mesmo que muito trabalho ainda seja necessário.

O público ia crescendo e a grande maioria já estava presente para assistir a palestra de Adriano Sampaio (Existe Água em SP), que dedica a vida a procurar por nascentes ocultas na paisagem urbana de São Paulo; uma verdadeira mostra da força da natureza, que ainda resiste apesar do meio urbano. O evento caminhava para o seu final, e tivemos uma bela roda de conversa conduzida pelo grande Adilson Nazário, técnico em meteorologia e velho conhecido dos eventos druídicos, sobre o impacto ambiental do homem, e as perspectivas para o clima no futuro. Preocupante, mas que só mostra a necessidade de cada um fazer a sua parte.

O evento terminou com uma apresentação de dança das alunas do Terra da Juventude, sob a coordenação da sua grande professora Ana Camillo. Uma forma de encerrar o evento de forma bela, artística, e com alguma esperança de que ainda possamos fazer algo.

O Ramo de Carvalho agradece a todos os envolvidos, palestrantes, público e amigos que participaram. Agradecimentos especiais à Alexina, que nos presenteou com seus vasos de lírios para serem replantados em casa. Que esse espírito continue e nos vemos no próximo ano!

885719_10206256065784133_3920465237652473775_o 1412717_10206258005512625_4715814346181035937_o 1962116_10206260145486123_5220498190446713717_o 10368935_10206258001112515_5532973522000612790_o 10687857_10206260145246117_6451236968128691246_o 10841966_10206256079264470_7912722524726915448_o 11012468_10206258005952636_4606081894411888601_o 11026303_10206258003032563_1895771613650066419_o 11147086_10206257250773757_167005456141587241_o 11149743_10206260150726254_9217486192594170619_o 11154712_10206258236678404_7146229750196226343_o 11155074_10206257620262994_3964692315603454369_o 11160025_10206260149406221_8861607181026845042_o 11160043_10206257616902910_5893426976365480064_o 11160655_10206257998072439_1439349168298913576_o 11162064_10206257257053914_3445067484738075000_o 11165068_10206256072744307_8364779112339096497_o 11174302_10206257253373822_3658757442648500122_o 11174497_10206260146206141_2931597226408447414_o 11182050_10206732652860320_8410704922876403292_n 11187156_10206257616382897_2656163767724328788_o 11187308_10206258002192542_4584272424151197754_o

Author:

Deixe uma resposta