tattoo-celtic-round-dogs-clip-art

“Filho de Luga, se o ofício do guerreiro for teu objetivo, seja comedido na casa de um grande homem, seja sério em uma passagem estreita.

“Não baterás em teu cão sem culpa; até que tenhas a certeza de sua culpa, não levantará uma acusação contra tua esposa.

“Em batalha não se meta com um bufão, oh mac Luga, ele é apenas um bufão.

“Não censures aquele de grande reputação; não te levantes para tomar parte em uma contenda; não tenha nada a fazer com um louco ou vil.

“Dois terços de tua gentileza sejam mostrados às mulheres e àqueles que engatinham no chão e aos poetas, e não sejas violento com o povo comum.

“Não profira bravatas, nem diga que não te curvarás ao que é certo; é uma vergonha falar com tamanha veemência, a não ser que possa provar tuas palavras.

“Pelo tempo que viver, ao teu senhor não abandonarás; nem por ouro nem por outra recompensa no mundo abandonarás aquele a quem tu és jurado a proteger.

“Para um chefe, não abusa de teu povo, pois isso não é digno de um homem de sangue nobre.

“Não seja um portador de contos, nem profira falsidades; não sejas tagarela nem censure precipitadamente. Não traga conflito para ti, embora um bom homem tu sejas.

“Não sejas assíduo da casa de bebidas, nem dado a criticar aos velhos; não te envolvas com um homem de estado mesquinho.

“Distribui tua carne livremente; não tenha nenhum avarento como teu parente.

“Não te forces sobre um chefe, nem lhe dê razão para falar mal de você.

“Atenha-se à tua arte; mantenha tuas armas até que a frente de batalha, com seu brilho das armas, esteja terminada.

“Seja mais apto a dar do que a negar, e persiga a gentileza, oh filho de Luga.”

FONTE: Myths and Legends of the Celtic Race, de Thomas Rolleston